poesia

poesia

9 de fevereiro de 2012

"Demandando o Paraíso"










Não vislumbro na procura,
no espaço sideral,
e a procura me tortura,
por ser vã e surreal.

Mas o que procuro eu,
no espaço sideral?
Eu procuro um certo Céu,
o Eden Celestial.

Será na Ursa Maior,
ou noutra constelação?
Porventura na Menor,
ou talvez em Escorpião?

Percorri o firmamento,
em todo norte hemisfério,
e por não vê-lo, lamento,
não desvendar o mistério.

Porque a sul, tal como a norte,
o Eden, não se situa,
procurarei melhor sorte,
em meu bairro, ou minha rua.

2 comentários:

  1. Por onde andará esse céu perdido? também me pergunto!!! Muito oportuno...

    ResponderEliminar
  2. No teu céu ficará tudo quanto lá queiras pôr...

    ResponderEliminar